As defesas I

As defesas do organismo.

As defesas do organismo, também importam, e muito! o sistema inmunitario é muito importante.

Nesta situação de pandemia que estamos vivendo, toda a sociedade está alarmada com medo de um possível contágio. Temos de evitar contactos com outras pessoas, lavarmos as mãos, desinfetar os meios de transporte, os edifícios.

E as nossas defesas? O nosso organismo possui um mecanismo de reação frente a vírus e bactérias. as defesas do organismo

As defesas do organismo

A crise pelo coronavírus tem posto em xeque a população mundial, as pessoas mais vulneráveis como idosos e pessoas com patologias prévias são propensas a sofrer muito mais as consequências do COVID 19. Os vírus mutam constantemente e o nosso corpo tem de estar preparado para essas alterações que podem ser virulentas.

O que assusta, a mim particularmente, é que se possam aparecer no futuro outros casos de outros possíveis vírus e voltemos a esta situação de debilidade perante eles, além do caos e do isolamento.

coronavirus defensas iraidescookinglab

As autoridades sanitárias não advertem do risco que pode supor um sistema imune deprimido. Vivemos rodeados de vírus e bactérias que podem desencadear reações de múltiplas manifestações o tempo todo. O intestino é onde se fabrica a maior parte das nossas defesas. Criar umas boas defesas pode fazer com que, mesmo que tenhamos que passar este tipo de gripe, ela seja o mais leve possível.

A importância do nosso sistema digestivo

O nosso trato digestivo, e especialmente o nosso intestino, tem uma importância vital no nosso sistema imune. É a barreira que nos protege dos ataques diários de microrganismos patógenos que poderiam desencadear várias enfermidades. A barreira intestinal distingue entre os nutrientes que são necessários para que o nosso organismo funcione, e os agentes patógenos que vêm desde o exterior. Para isso, na mucosa intestinal existe uma população microbiana chave, onde se misturam microrganismos mutualistas (bons) e patógenos (maus). Ambos coexistem, e se equilibram naturalmente, sendo os mutualistas muito superiores aos patógenos num intestino saudável.

Um sistema imunitário saudável permanece alerta silenciosamente, deixando passar os nutrientes e microrganismos necessários para o bom funcionamento do nosso metabolismo, impedindo que os patógenos entrem, entre eles os vírus como o da gripe A e o coronavírus.

E ao contrário, quando o nosso intestino se vê debilitado por múltiplos fatores, que têm influência no seu ecossistema, como má alimentação, álcool, tabaco, toxinas ambientais, químicos e pesticidas, fármacos e outro tipo de fatores, o sistema fica debilitado e deixa de funcionar bem. O intestino pode-se tornar permeável e os microrganismos patógenos entram na corrente sanguínea.

Criar Defesas

Não podemos viver livres de ataques de vírus que poderiam, inclusivamente, ser mais graves que este e, portanto, devemos estar preparados para que os seus efeitos sejam o mais suave possível. Podemos fazer coisas efetivas de modo natural.

A primeira é alimentar-nos da maneira mais natural possível, sem productos químicos nem alimentos processados, consumindo alimentos ecológicos e de proximidade. À parte de tudo o que foi mencionado, que é a base da nossa saúde intestinal, existem suplementos naturais que nos podem ajudar muito neste processo.

A oligoterapia, um grande aliado

A oligoterapía utiliza minerais em pequenas quantidades para provocar reações enzimáticas que ajudam o organismo a restabelecer o equilíbrio. Tudo sem o risco de toxicidade. Relativamente ao sistema imune, certos minerais podem atuar como anti-infeciosos e podem ser utilizados para vencer estados febris e gripais.

oligoterapia iraidescookinglab

A oligoterapía catalítica utiliza assim estes minerais em pequenas quantidades para fazer o corpo reagir perante situações de desequilíbrio. Apresentam-se em ampolas que se tomam em jejum retendo o líquido debaixo da língua por um par de minutos. A forma de administrar é muito parecida à homeopatia.

  • Oligoelemento Cobre: o Cobre, administrado como mencionado, atua como um antivírico e anti-infecioso de forma muito eficaz. E, além disso, é um potente anti-inflamatório. Ao menor sintoma de irritação de garganta, é um oligoelemento muito apropriado para prevenir possíveis infeções.
  • Oro-Cobre-Prata: Um conjunto de oligoelementos complementares que se apresentam num frasquinho com um doseador. Como no caso das ampolas, administra-se debaixo da língua. Serve como preventivo e também como ajuda em processos infeciosos severos.

Se houver sintomas de gripe suaves, estes podem-se tratar com remédios naturais e descansar. E se os sintomas são mais severos é necessário ir aos especialistas. Mas sem dúvida intentar prevenir aumentando as defensas é o melhor que podemos fazer nestes momentos e no futuro.

0